voltar s






(TD-n.25/2011) Territorialidade da Produção de Proteína Animal no Brasil Contemporâneo: distintas especializações produtivas regionais

 

RESUMO
Este trabalho detalha a análise, por segmento, da dimensão territorial da produção brasileira de proteína animal. Particularizam-se também as distinções dos mecanismos de coordenação vertical que conformam ritmos distintos dos movimentos setoriais. Esse esforço decorre do entendimento de que se mostra fundamental compreender essa dinâmica nos desdobramentos territoriais pois, dentre os grandes setores econômicos, esse aspecto configura-se particularmente relevante na agricultura, dada a sua intrínseca relação com a ocupação do espaço geográfico. Em síntese, o resultado configura um amplo arco de situações que conferem especificidades setoriais definidas em distintas territorialidades, o que enseja a necessidade de compreensão não apenas das dinâmicas que evoluem dentro e entre os segmentos, mas notadamente, os determinantes territoriais que conformam e são conformados nesse processo.

 

Palavras-chave: proteína animal, produção, territorialidade, comércio exterior.

 

 

enviar Envie este texto por email


Data de Publicação: 13/02/2011
Autor(es): José Sidnei Gonçalves (sydy@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Newton Narciso Gomes Junior Consulte outros textos deste autor