Resenha: O mistério do capital, de Hernando de Soto

            A questão da propriedade entrou na agenda dos debates sobre os entraves ao des-envolvimento do Brasil. Nesse momento, é oportuno relembrar os que leram e chamar a atenção dos que não o fizeram para o livro de Hernando de Soto, publicado pela Editora Record em 2001, entitulado O Mistério do Capital – Por que o capitalismo dá certo nos países desenvolvidos e fracassa no resto do mundo. A tese central do livro é de que o processo de representação da riqueza ou do capital, chamado efeito propriedade, é defici-ente ou mesmo inexistente nas “nações do Terceiro Mundo e do extinto bloco comunista”, o que faz de boa parte dos seus ativos capital morto. Entre as consequências imediatas, está a falta de confiança em títulos que representem riqueza. O agronegócio e a construção civil, atividades que exigem crédito de longo prazo, ficam na dependência quase que exclusiva de linhas de financiamento oficial e, por isso, desperdiçam um potencial produtivo brutal, ge-rador de emprego e renda.

Data de Publicação: 28/03/2003

Autor(es): José Ricardo Cardoso de Mello Junqueira (josericardo@apta.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP