Cultivo da pêra no Brasil e no Estado de São Paulo

            O artigo analisa a evolução da produção brasileira de pêra, com o intuito de identificar as principais regiões produtoras no Estado de São Paulo e no Brasil. Conclui que, para a cultura da pêra, o fator climático é determinante na localização dos pomares de boas produtividades, o que torna a Região Sul mais competitiva em relação a outras regiões. O risco do ataque de pragas, assim como colheita, transporte e embalagem, exige cuidados especiais. Assim, em três hectares, geralmente são necessários cerca de 10 funcionários com dedicação praticamente exclusiva. E na colheita é necessário contratar reforços. O cultivo de pêra pode ser uma opção viável para os produtores paulistas das microrregiões de clima temperado, devido à vantagem da proximidade dos grandes centros consumidores.  No entanto, é fundamental a existência de informações detalhadas e atualizadas de custo de produção para orientar produtores na decisão de plantio, de maneira a indicar a viabilidade econômica da atividade. Em 2001, São Paulo produziu  2.677.330 kg em pomar de 46.735 pés.

Data de Publicação: 31/07/2003

Autor(es): Geni Satiko Sato (sato@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Roberto de Assumpçao (rassumpçao@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP