Contribuição da agricultura para o ajuste externo

RESUMO: A vulnerabilidade externa é um dos maiores problemas do Brasil e suas origens remontam ao período em que sua principal fonte de divisas era originária do setor primário. No passado, para superar essa fragilidade, o Governo optou por uma política industrial que visava reduzir a importação de produtos industrializados e estimular sua exportação. Essa estratégia teve razoável sucesso, mas na década de 1990, o problema da vulnerabilidade externa voltou a comprometer o crescimento econômico do País. Este trabalho mostra, a partir da estrutura do balanço de pagamentos, o agravamento do problema externo, bem como a contribuição da agricultura para amenizar as dificuldades do País. A experiência histórica demonstrou que a dependência de produtos primários como fonte de divisas é causa de vulnerabilidade externa, cujo equacionamento geralmente passa por medidas de ajuste recessivo. Logo, se o objetivo é o crescimento sustentado da economia, é necessário aumentar a participação de bens que incorporem maior valor adicionado nas exportações brasileiras.

Data de Publicação: 01/10/2003

Autor(es): Maria Auxiliadora de Carvalho (macarvalho@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP