Crescimento e comércio agrícola brasileiro

            Este trabalho procura identificar os principais fatores responsáveis pelas variações das exportações agrícolas brasileiras no período 1989-2001. Emprega a técnica do Constant Market-Share (CMS), para o valor agregado das exportações agrícolas. Os resultados  estimados para a primeira metade da década de 1990 indicam que o comércio mundial e a competitividade foram determinantes no crescimento das exportações brasileiras. Na segunda metade da década a competitividade foi o fator preponderante. Como conclusão, recomenda-se adotar a estratégia de diversificar a pauta de exportações, incorporando mercadorias cujo consumo seja crescente, e procurar mercados dinâmicos em expansão, que demandem crescentemente as exportações agrícolas brasileiras, aproveitando as vantagens comparativas já incorporadas pelo setor.

Data de Publicação: 28/11/2003

Autor(es): Cesar Roberto Leite da Silva (crlsilva@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP