Produção paulista de grãos pode chegar a 7,49 milhões de toneladas

            A primeira safra paulista de grãos (safra de verão) 2003/04 deverá aumentar 4,65%, para 5,86 milhões de toneladas, segundo o levantamento de fevereiro último realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), ambos órgãos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Este é o terceiro levantamento de previsão da safra e confirma a tendência captada no levantamento anterior, de novembro do ano passado.
            Um dos destaques é a produção de soja, que deve aumentar 21,42%, para 1,99 milhão de toneladas. A área cultivada cresceu em níveis semelhantes (20,20%), para 740,87 mil hectares.
            Se for considerada a segunda safra (da seca) no ano agrícola, a produção paulista deve aumentar 3,2%, para 7,488 milhões de toneladas. A ampliação da área cultivada foi um pouco superior (5,6%), para 2,314 milhões de hectares.
            A produção de milho deve atingir 4,416 milhões de toneladas, embora com redução de 4,63%, devido principalmente a diminuição da safra de verão, tanto na área (menos 5,02%, para 717,28 mil hectares), como na produção (menos 4,95%, para 3,280 milhões de toneladas). Já a produção total de soja deve alcançar 2,03 milhões de toneladas (acréscimo 21,87%).
            Outros destaques são o algodão (aumento de 22,41%, para 219,29 mil toneladas), o feijão da primeira safra (mais 17,66%, para 118,79 mil toneladas) e o arroz (mais 2,89%, para 104,97 mil toneladas).
            A segunda previsão para a safra agrícola 2003/04 de laranja aponta estabilidade na área plantada, em 665,83 mil hectares, e aumento de 3,1% na produção, para 337,1 milhões de caixas. Houve melhoria na produtividade (3,5%) devido às condições climáticas favoráveis durante a florada.
            A produção paulista de café poderá alcançar 3,56 milhões de sacas beneficiadas, com acréscimo de 25,6%, principalmente por conta da bianualidade da lavoura.
            O levantamento IEA/CATI prevê ainda o aumento de 2,7% no volume produzido de cana-de-açúcar, para 234 milhões de toneladas, devido à ampliação da área (2,1%) para 3,381 milhões de hectares.

Veja tabelas

Data de Publicação: 12/04/2004

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor