Sojicultura em Expansão no Estado de São Paulo

A área plantada com soja no Brasil alcança 35,76 milhões de hectares em 2018/19 com acréscimo de 1,7% em comparação a safra anterior. Entre as unidades da federação o Estado de São Paulo é uma das que apresenta maior crescimento no cultivo da oleaginosa, conforme a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB)1.

A expansão da soja tem se destacado na agricultura paulista em especial nos últimos anos, o que coloca a cultura como a principal dentre os cultivos de ciclo anual. A título de comparação, a área de soja alcançou 958,5 mil hectares em 2017/18 e superou a soma das áreas de milho primeira safra e safrinha que totalizaram 904,4 mil hectares, conforme apresenta o levantamento realizado pelo Instituto de Economia Agrícola e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (IEA/CATI)2.

Ademais, em 2017, quando considerada a dimensão de ocupação do solo, a sojicultora supera a área de eucalipto e foi a atividade agrícola que ocupou a maior área depois da pastagem e da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo, conforme o IEA/CATI3.

Este artigo tem por finalidade analisar a dinâmica regional da evolução da sojicultura no Estado de São Paulo no período de 2013/14 a 2018/19 sob o pressuposto de que o plantio cresce em todo o Estado, em especial em regiões até então de menor tradição no cultivo da oleaginosa.

Conforme o levantamento realizado pelo IEA/CATI4 durante novembro de 2018, devem ser cultivados 1.052,2 mil hectares com soja no Estado de São Paulo na safra 2018/19, área que apresenta acréscimo de 7% em comparação a precedente. A produção é prevista em 3.535,9 mil toneladas, 6,1% maior em comparação a safra passada.

Na safra 2018/2019, o Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) com a maior área plantada de soja é o de Itapeva, seguido pelo de Assis, Ourinhos e Avaré. Entre esses EDRs, o de Ourinhos é o que apresenta a maior expansão, de 76,5% quando comparado com o plantio de 2013/14.  No mesmo período, o crescimento foi de 25,9% em Itapeva, de 19,6% em Assis e de 70,7% em Avaré (Tabela 1).

 

 

Nos demais EDRs todos apresentam variações no sentido de forte aumento do plantio da soja durante o último quinquênio. O EDR de Dracena é o que apresenta a maior variação, de 13.025%. É seguido pelos de Bragança Paulista, Lins, Tupã e Bauru, o que demonstra a tendência rumo ao oeste do Estado de São Paulo. Em General Salgado a área de soja cresce 109,3%, em Presidente Venceslau 104%, em Araçatuba 24,6% e em Presidente Prudente 23,3% em relação a 2013/14.

Destacam-se, também, os EDRs de Campinas e de Jaú, onde a variação da área de 2019 em relação ao último quinquênio é de 867,4% e de 472,2%, respectivamente.

Parte importante dos EDRs apresenta expansão que varia entre 100% e 200% como é o caso de Botucatu, Itapetininga, Jaboticabal, Jales, Limeira, Piracicaba, São José do Rio Preto e Sorocaba. Entre o grupo de EDRs onde a variação de área é abaixo de 100% tem-se a menor delas em Orlândia e a maior em Votuporanga. 

Quando comparado com a safra passada o EDR de Guaratinguetá é o que apresenta o maior crescimento, de 143,8% e é seguido pelo de Lins, com 91,1% de aumento em 2018/19. Entre os principais produtores destaca-se Avaré onde a área é ampliada em 32,6%. 

A sojicultora exerce papel importante na dinâmica de concorrência por área em virtude da elevada liquidez nos mercados doméstico e internacional do grão, o que consiste em estímulo no processo de substituição das culturas. Além disso, a possibilidade de ser cultivada em áreas de renovação da cana-de-açúcar constitui fator a mais para a expansão dessa atividade agrícola no Estado de São Paulo.


_______________________________________________

 

 

1COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB. Acompanhamento da safra brasileira - grãos. Brasília: CONAB. Disponível: <https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/graos>. Acesso em: fev. 2019.

   

2INSTITUTO DE ECONOMIA AGRÍCOLA - IEA. Banco de dados. São Paulo: IEA/CATI. Disponível em: <http://ciagri.iea.sp.gov.br/nia1/subjetiva.aspx?cod_sis=1&idioma=1>. Acesso em: fev. 2019.

 

3Op. cit. nota 2.

 

4CAMARGO, F. P. et al. Previsões e estimativas das safras agrícolas do Estado de São Paulo, 2° Levantamento, ano agrícola 2018/19 e levantamento final, ano agrícola 2017/18, novembro de 2018. Análises e Indicadores do Agronegócio, São Paulo, v. 14, n. 2, p. 1-13, fev. 2019. Disponível em: <http://www.iea.sp.gov.br/
ftpiea/AIA/AIA-07-2019.pdf
>. Acesso em: fev. 2019.

 

 

 

Palavras-chave: soja, Estado de São Paulo, estatísticas agrícolas, expansão. 


Data de Publicação: 12/02/2019

Autor(es): Marisa Zeferino (marisa@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor