Intenção de plantio de 2004/05: área 4,35% maior em SP

            A área plantada com os sete principais produtos das águas no Estado de São Paulo deverá crescer 4,35% na safra 2004/05, para 1,83 milhão de hectares, em relação ao ano agrícola anterior. É o que mostra a intenção e plantio de setembro, elaborada pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento.
            As áreas cultivadas com milho e de soja no Estado de São Paulo devem expandir, respectivamente, 2,9% (para 749,55 mil hectares) e 3,8% (para 788.86 mil hectares) na safra de verão 2004/05, cujo plantio está em andamento. Apesar da expectativa de menor remuneração, os agricultores tendem a optar pela soja devido à maior liquidez e ao menor risco na comercialização.
            A expectativa de ampliação da área de algodão em 29,7%, para 113,23 mil hectares, pode ser atribuída ao bom desempenho das cotações do produto no mercado internacional, além de medidas de incentivo e sustentação da atividade. Em compensação, o plantio de feijão das águas deverá ocupar menor área (69,50 mil hectares), com redução de 8,9%. A cultura deve ceder lugar em áreas tradicionais para atividades que proporcionem maiores retornos.
            Espera-se acréscimo de 6,2% na área de amendoim das águas, para 62,44 mil hectares, devido ao estímulo dos preços praticados na safra passada. Já no cultivo de arroz (sequeiro e irrigado), a indicação é de aumento de 7,1% na área, para 38,33 mil hectares.
                Laranja e cana - O levantamento IEA/CATI apresenta, ainda, a quarta previsão da safra agrícola de cana-de-açúcar para indústria, cuja área ultrapassou 3,4 milhões de hectares (mais 2,1%) e a produção é estimada em 238,9 milhões de toneladas (mais 4,8%). O principal motivador da expansão do plantio foi a recuperação de preços no mercado interno com a perspectiva de maior participação do Brasil no mercado externo de açúcar e álcool.
            A estimativa final da safra de laranja mostrou ligeiro acréscimo na área plantada (1,4%) e aumento de 9,9% na produtividade devido à melhoria das condições climáticas tanto na florada quanto durante o desenvolvimento vegetativo dos pomares. O resultado foi a produção de 360,7 milhões de caixas de 40,8 quilos (acréscimo de 10,3% sobre a safra anterior).
            Já a produção de café deverá alcançar o volume de 4,1 milhões de sacas beneficiadas (46% a mais do que a da safra 2002/03), devido ao aumento da produtividade (47,4%) uma vez que a área encolheu 3,0%.
              Culturas de inverno - O levantamento final da safra 2003/04 confirma os aumentos de produção de culturas de inverno previstos no levantamento de junho, ou seja, feijão (0,4%), milho safrinha (2,5%), soja safrinha (71,4%) e trigo (0,7%).

Veja a Previsão de Safra na íntegra

Data de Publicação: 22/11/2004

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor