Agronegócio garante superávit da balança comercial paulista em 2004

            O agronegócio garantiu o superávit de US$ 3,94 bilhões da balança comercial paulista em 2004, ao obter saldo de US$ 6,28 bilhões. É o que mostra estudo de pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento.
            O dinamismo setorial multiplicou em 3,87 vezes o superávit da balança comercial setorial no período 2000-2004, de US$ 1, 62 bilhão para US$ 6,28 bilhões, dada a elevada competitividade externa. Isto permitiu a acomodação dos sucessivos déficits externos dos demais setores da economia bandeirante.
            Após um déficit de US$ 7,41 bilhões em 2000, que se reduziu para US$ 1,75 bilhão em 2003, houve reversão dessa tendência em 2004 quando o déficit dos demais setores voltou a aumentar para US$ 2,33 bilhões. Isto, mesmo com as importações do agronegócio paulista tendo crescido menos (18,8%) do que as importações totais (33,4%).
            O agronegócio paulista apresentou exportações crescentes atingindo, para US$ 10,04 bilhões, enquanto as importações somaram US$ 3,76 bilhões, com saldo de US$ 6,28 bilhões, 39,5% maior do que o de 2003. Os técnicos do IEA concluem que os superávits crescentes do comércio exterior paulista decorrem do desempenho do agronegócio estadual.
            Clique aqui para ver a íntegra do estudo e todas as tabelas.

Data de Publicação: 26/01/2005

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor