Valor da produção agropecuária paulista foi de R$ 29,9 bilhões em 2005

            O valor da produção agropecuária paulista aumentou 6,6% em 2005 em moeda corrente, para R$ 29,9 bilhões, segundo novo estudo de pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O crescimento ocorreu basicamente por causa do aumento do valor da
produção da cana-de-açúcar (26,2%).
            Foram analisados 48 produtos agropecuários, reunidos em cinco grupos: produtos vegetais para indústria, produtos animais, frutas frescas, grãos/fibras e olerícolas. O IEA estimou ainda o valor da produção para os 40 Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) e para as 15 Regiões Administrativas do Estado.
            O grupo de produtos vegetais para indústria teve aumento de 18,7% no valor da produção. O principal produto desse grupo, a cana-de-açúcar, atingiu R$ 10,8 bilhões. O grupo de produtos animais apresentou aumento de 2,4%, com destaque para carne bovina com R$ 4,3 bilhões. O valor da produção do grupo de frutas frescas cresceu 7% e o de olerícolas, 6,7%. Já o grupo de grãos e fibras foi o único com variação negativa (23,3%), devido principalmente ao milho (R$ 1,1 bilhão) e à soja (R$ 787,2 milhões).
            O EDR de Barretos continuou na liderança estadual com o valor da produção de R$ 1,7 bilhão. A cana-de-açúcar é o principal produto regional com R$ 949,1 milhões. Em seguida, aparece a região de São João da  Boa Vista, cujo valor da produção atingiu R$ 1,5 bilhão e o principal produto (cana-de-açúcar) R$ 345,6 milhões. A terceira posição ficou com o EDR de Jaboticabal (R$ 1,4 bilhão) e, mais uma vez, a cana-de-açúcar liderou, com R$ 607,9 milhões. Orlândia, que caiu para o quarto lugar, alcançou valor da produção de R$ 1,38 bilhão (a cana-de-açúcar respondeu por R$ 1,05 bilhão).

            Clique aqui para ver a íntegra do estudo.

Data de Publicação: 07/04/2006

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor