Gerenciamento de riscos na produção e comercialização, tema de evento e Ituverava

            O gerenciamento de riscos na produção e na comercialização será o tema do 'Dia da Economia do Agronegócio', que acontecerá no dia 28 de setembro de 2006 em Ituverava (SP). O encontro faz parte da XII Semana Agronômica da Fundação Educacional de Ituverava (FE) e Faculdade Dr. Francisco Maeda (FAFRAM/FE).
            Além de FAFRAM/FE, o evento é promovido pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e Escritório de Desenvolvimento Rural de Orlândia (EDR-CATI). Tem o patrocínio da Seguradora Brasileira Rural e o apoio da Associação de Assistentes de Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de São Paulo (ATEPESP).
            Na primeira parte do encontro, será abordada a experiência das subvenções do prêmio de seguro rural em São Paulo, bem como as perspectivas do seguro rural no Brasil. Uma das idéias é que o programa paulista seja ampliado para todo o Brasil uma vez que o seguro rural é uma forma eficiente de proteção contra os riscos climáticos. A maior adesão ao seguro rural esbarra no custo devido à falta de escala e de política de incentivo por parte do governo.
            Na segunda parte do evento, os temas serão novos padrões de financiamento do agronegócio, entre eles os novos títulos de comercialização, e mercados futuros. A criação e evolução da Cédula de Produto Rural (CPR) ajudou a consolidar o novo padrão de financiamento e abriu espaço para o surgimento de novos títulos de comercialização do agronegócio (CDA/WA, CDCA, LCA e CRA). São instrumentos para complementar o crédito agrícola com recursos do mercado. Estima-se que existam mais de R$ 700 bilhões em fundos dos quais parte poderia ser destinada ao financiamento do agronegócio.
            Os mercados futuros também fazem parte desse novo modelo de financiamento do agronegócio, ao lado do desenvolvimento da soja verde, da CPR e dos novos títulos de comercialização CDA e WA. Para fazer frente ao risco de preço, o agricultor deve vender o seu produto acima do custo de produção. Porém, os preços podem cair abaixo desse custo. Assim, o mercado futuro é uma opção para o produtor buscar estabilidade de preço no médio e longo prazos, que pelo menos cubra os seus custos.
            Mais informações sobre o Dia da Economia do Agronegócio podem ser obtidas na FAFRAM/FE pelos telefones (16) 3839-6014 e (16) 3729-3199 e pelos e-mails brunini@feituverava.com.br e fafram@feituverava.com.br. Ou ainda pelo e-mail venancio@iea.sp.gov.br.

Data de Publicação: 05/09/2006

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor