Produção de grãos cai em SP; café e cana aumentam e laranja mantém estabilidade

            A produção paulista de grãos na safra 2005/06 foi estimada em 7,087 milhões de toneladas no levantamento de junho, realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Isto representa um aumento de 2,2% em relação à safra anterior, de 6,935 milhões de toneladas. Na previsão de abril, a expectativa era maior (de 7,434 milhões de toneladas) ou 5,8% de acréscimo em relação à safra passada.
            O recuo na previsão de junho deve-se principalmente a mudanças nos dados das safras de milho e de soja. A primeira safra de milho deve crescer 14,8%, para 3,811 milhões de toneladas (na previsão de abril, deveria atingir 3,821 milhões de toneladas ou acréscimo de 15,1%), sobre a safra anterior. No milho safrinha (inverno), a produção deve cair 12,9%, para 690,02 mil toneladas (na previsão de abril, estimava-se aumento de 16,6%, para 924,16 mil toneladas). Já a safra de soja deve cair 3,6%, para 1,570 milhão de toneladas (na previsão de abril, deveria atingir 1,628 milhão de toneladas ou menos 2,4%).

Café, cana e laranja

            O levantamento IEA/CATI prevê uma produção de café no Estado de 279,73 mil toneladas ou 4,7 milhões de sacas (39,1% maior do que a da safra 2004/05). O resultado é ligeiramente melhor do que o do levantamento de abril (277,56 mil toneladas ou acréscimo de 38,0%).
            O mesmo ocorre com a cana-de-açúcar, cuja produção prevista é de 273,093 milhões de toneladas (mais 7,2% sobre a safra anterior). No levantamento de abril, o percentual de aumento era menor (4,8%, para 267,809 milhões de toneladas).
            No caso da laranja, a produção paulista é praticamente estável em 14,377 milhões de toneladas ou 352,4 milhões de caixas (mais 0,1%) quando comparada com a safra passada. No levantamento de abril, a previsão era de aumento de 1,4%, para 14,560 milhões de toneladas. Nos 17 Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs), cujos volumes produzidos ultrapassam 5 milhões de caixas, a produção deve somar 323,3 milhões de caixas na safra 2005/06.
            Clique aqui para mais informações sobre a previsão de safra de junho de 2006.

Data de Publicação: 16/08/2006

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor