Agronegócio: exportações paulistas crescem mais do que as brasileiras

            As exportações do agronegócio paulista cresceram 17,4%, para US$ 9,10 bilhões, nos oito primeiros meses de 2006 em relação a igual período do ano passado. O saldo comercial foi de US$ 6,37 bilhões (acréscimo de 18,6%) já que as importações somaram US$ 2,73 bilhões (aumento de 14,7%).
            Estudo de pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) mostra que o desempenho paulista foi superior ao do agronegócio brasileiro, cujas exportações aumentaram 9,6% no período janeiro-agosto, para US$ 33,39 bilhões. O superávit nacional do setor foi de US$ 26,17 bilhões (8,8% superior ao da mesma época em 2005), considerando importações de US$ 7,22 bilhões (mais 12,6%).
            O total das exportações do Estado atingiu US$ 29,23 bilhões (acréscimo de 20,4% sobre o mesmo período do ano anterior), com crescimento acima da média nacional (mais 15,9%). Já o incremento nas importações paulistas (de 21,0%), para US$ 23,79 bilhões, foi inferior ao brasileiro (mais 22,7%). A corrente de comércio paulista (exportações mais importações) somou US$ 53,02 bilhões em relação a US$ 146,75 bilhões do total nacional.
            "As exportações paulistas nos demais setores - exclusive o agronegócio - somaram US$ 20,13 bilhões para importações de 21,06 bilhões, gerando um déficit externo desse agregado de US$ 930 milhões de janeiro a agosto de 2006. Isto permite concluir que os superávits do comércio exterior paulista continuam a depender do desempenho do agronegócio", analisam os técnicos do IEA.
            Clique aqui para ver a íntegra do estudo.

Data de Publicação: 15/09/2006

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor