Pesquisador do IEA fala do futuro da bioenergia em seminário da APTA

O pesquisador Sérgio Alves Torquato, do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, faz palestra nesta terça-feira, dia 13 de novembro, em Campinas (SP), sobre “perspectivas do mercado de bioenergia no Estado de São Paulo”, durante o 1º. Seminário dos Programas Estratégicos da APTA – Bioenergia – Viva melhor com ela”.

            Segundo Torquato, o lançamento dos veículos flex-fuel no Brasil, a partir de 2003, deu novo impulso ao álcool combustível, em meio à nova alta do preço do petróleo e o interesse dos países desenvolvidos em soluções que minimizem o impacto poluidor dos veículos automotores na atmosfera. O grande desafio do País, porém, é o de se manter líder no mercado e ser um indutor da construção de um mercado global para os combustíveis renováveis.

            “O mercado em construção do biodiesel no Brasil tem em sua essência aspectos semelhantes ao do álcool, com as vantagens de ter um arcabouço de erros e acertos que servirá de experiência para o futuro”, acrescenta o pesquisador. Há muito o que fazer para consolidar esses mercados (álcool e biodiesel): a questão da infra-estrutura logística, as exportações, garantias de abastecimento, etc.”.

            Mais informações sobre o seminário podem ser encontradas no site da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (http://www.apta.sp.gov.br/bioenergia/).
 

Data de Publicação: 13/11/2007

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor