Começam reuniões preparatórias a conferência de desenvolvimento rural sustentável

            A I Conferência Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (CNDSS) será realizada no período de 25 a 28 de junho próximo no Centro de Convenções de Olinda (PE). O evento tem a finalidade de formular uma política nacional de desenvolvimento sustentável e solidário do meio rural, a partir do tema “Por um Brasil rural com gente: sustentabilidade, inclusão, diversidade, igualdade e solidariedade”.

            A conferência será precedida de várias reuniões preparatórias, das quais participarão pesquisadores do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. A primeira etapa em andamento, que se encerra em 30 de janeiro, caracteriza-se por conferências municipais, intermunicipais e territoriais, além de eventos temáticos e setoriais. A segunda etapa, no âmbito estadual, deverá ocorrer entre 15 de março e 30 de abril.

            Segundo a pesquisadora Yara Maria Chagas de Carvalho, do IEA, “a partir do documento-base e das diretrizes de condução dos trabalhos no nível local, fazem-se propostas de alteração no documento preliminar. A integração de todas as propostas define o texto preliminar no Estado e, em processo semelhante, chega-se ao documento final nacional. Ao longo deste caminho, definem-se também os delegados, que precisam garantir a representatividade de todos os segmentos sociais do meio rural”.

            A idéia da conferência surgiu a partir de ações coordenadas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, que, desde 2002, vem discutindo a estratégia para envolver todos os atores relevantes na formulação da política federal de promoção ao desenvolvimento rural sustentável. Nesse sentido, foi organizado em 2005, em Brasília, o Seminário Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável. Da mesma forma, ocorreu em 2006, em Porto Alegre (RS), a Plenária Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável.

Rede de agroecologia

            A participação do IEA nesse processo está relacionada com a Articulação Paulista de Agroecologia (APA), cujo objetivo é integrar os trabalhos no âmbito do Estado às atividades realizadas para a organização da conferência nacional. O projeto de constituição da APA foi desenvolvido pelos pesquisadores Yara Carvalho (coordenadora), Terezinha J. F. Franca e Denyse Chabaribery.

            Segundo Yara, “foi identificada a possibilidade de maior envolvimento do núcleo de Ibiúna-São Roque, área de grande concentração de agricultores familiares orgânicos que estão vivendo sérias dificuldades econômicas advindas do acirramento da competição no mercado de orgânicos”. Tanto que uma conferência temática será realizada no dia 20 de janeiro em São Roque, com a presença de representantes do IEA, Associação Holística de Participação Comunitária Ecológica (AHPCE), que coordena a rede local, Unidade de Pesquisa Descentralizada de São Roque e a Secretaria do Meio Ambiente de Ibiúna, entre outros.

            Além disso, estão sendo organizadas reuniões semelhantes em todo o Estado. Grupos interessados em participar das reuniões devem procurar as Casas de Agricultura, os Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDR), o escritório do ITESP ou ainda o Sindicado dos Trabalhadores Rurais da própria região.

            Mais informações, com Yara Carvalho pelo e-mail: yacarvalho@iea.sp.gov.br.

 

Data de Publicação: 10/01/2008

Autor(es): José Venâncio De Resende (venancio@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor