Índice de Preços Agrícolas Mantém Queda com Desaceleração dos Produtos de Origem Animal

 

O Índice de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR)1, 2 continuou registrando queda de 1,06% na segunda quadrissemana do mês de maio de 2019. Separado por grupos de produtos, enquanto o IqPR-V (grupo de produtos de origem vegetal) caiu 2,12%, o IqPR-A (produtos de origem animal) fechou em alta 1,30% (Tabela 1). Nessa mesma tabela, são apresentadas as variações das três últimas quadrissemanas de abril e as duas primeiras de maio/2019 para os índices calculados “com a cana-de-açúcar” e “sem a cana-de-açúcar”. Verifica-se que em todos esses intervalos quadrissemanais houve desaceleração de todos os indicadores. Nesse processo, os produtos de origem animal se destacam como os únicos que mantiveram resultados positivos.

 

 

Quando a cana-de-açúcar (que teve alta de 0,55% na segunda semana de maio) é excluída do cálculo do índice na ponderação dos produtos, a queda do IqPR (sem cana) alcança um valor percentual maior, de 2,37%. Já o IqPR-V sem cana teve queda de 7,11%. Destaca-se nessa comparação o peso que a cana-de-açúcar exerce no cálculo ponderado do índice vegetal (Tabela 1).

Oito produtos que compõem o IqPR apresentaram alta na segunda semana do mês de maio/2019 em relação à segunda semana de abril/2019. Destacaram-se nesse intervalo: batata (9,14%) e arroz (5,73%) (Tabela 2).

 

 

No caso da batata, a oferta menor fruto da redução das áreas cultivadas e das chuvas que nas últimas semanas dificultaram as colheitas se apresenta como principal indutor dessa alta dos preços na safra de outono. Nota-se que os preços atuais estão 230% maiores que os vigentes no mesmo período de 2018. 

Analisando os produtos que mais reduziram seus preços entre a segunda semana de maio/2019 e a segunda semana de abril/2019, observam-se: banana nanica (23,88%), feijão (21,36%) e laranja para mesa (15,02%).

Do conjunto analisado, 8 produtos apresentaram alta de preços (4 de origem vegetal e 4 de animal) e 11 tiveram queda (10 de origem vegetal e 1 de animal).

 

 

1A fórmula de cálculo do índice (IqPR) é a de Laspeyres modificada, ponderada pelo valor da produção agropecuária paulista. As cotações diárias de preços são levantadas pelo IEA e divulgadas no Boletim Diário de Preço. As variações são obtidas comparando-se os preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os preços médios das quatro primeiras semanas (base), sendo a referência = 16/04/2019 a 15/05/2019 e base = 16/03/2018 a 15/04/2018.

 

2Artigo completo com a metodologia: PINATTI, E. et al. Índice quadrissemanal de preços recebidos pela agropecuária paulista (IqPR) e seu comportamento em 2007. Informações Econômicas, São Paulo, v. 38, n. 9, p. 22-34, set. 2008. Disponível em: http://www.iea.sp.gov.br/out/verTexto.php?codTexto=9573. Acesso em: 12 mar. 2019.

 

 

 

Palavras-chave: IqPR, índice, preços recebidos, índices agrícolas, variações, indicadores.


Data de Publicação: 29/05/2019

Autor(es): Danton Leonel de Camargo Bini (danton@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor