Comércio Exterior Brasileiro de Flores e Plantas Ornamentais, 1997-2002

O objetivo desta pesquisa foi quantificar os principais produtos da pauta de comércio exterior brasileiro de flores e plantas ornamentais e identificar os principais parceiros comerciais. O item mais importante em termos de valor da exportação, tomando como referência o ano de 2002, foi o de mudas de ornamentais e plantas vivas (US$8,3 milhões), seguido de: bulbos, tubérculos e rizomas (US$4,0 milhões); folhas, folhagens e musgos (US$1,5 milhão); e flores cortadas para buquês (US$1,2 milhão). Os parceiros comerciais mais importantes em temos de superávit comercial médio de plantas vivas e produtos da floricultura, no período 1997-2002, foram: União Européia (US$6,5 milhões), Japão (US$916 mil), NAFTA (US$877 mil), MERCOSUL (US$517 mil) e Suíça (US$103 mil). O programa de
incentivo à exportação de flores e plantas ornamentais está, até o presente momento, muito aquém da meta proposta, provavelmente, devido à competição internacional acirrada neste setor.

Data de Publicação: 01/06/2003

Autor(es): Ikuyo Kiyuna Consulte outros textos deste autor
Silene Maria de Freitas (silene.freitas@sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Maria de Lourdes Barros Camargo (mlcamargo@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor

 

 

 


Governo do Estado de SP