Valor da Produção Agropecuária Paulista Regional: estimativa 2017

O valor da produção agropecuária (VPA) visto regionalmente mostra como se comporta a economia do setor nas 40 unidades regionais (Escritório de Desenvolvimento Rural - EDRs), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA-SP). Esse conhecimento é importante para os diversos agentes econômicos, na gestão de seus negócios, e para os órgãos públicos, na elaboração e acompanhamento das diversas políticas públicas.

O cálculo foi elaborado a partir de dados de produção e preços das cadeias de produção animal e vegetal de 50 produtos selecionados, levantados pelo Instituto de Economia Agrícola e Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (IEA/CATI), ambos da SAA-SP. As informações de produção são obtidas de cinco levantamentos anuais por município, de previsões e estimativas de safra. Os preços são extraídos do Banco de Dados do IEA. Os dos produtos olerícolas e os de frutas, excetos os de batata, cebola, mandioca para mesa e tomate, assim como os de banana, laranja e tangerina, são os da Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), ponderados por variedades para cada espécie e decompostos a partir dos preços de venda do atacado. Os preços são as médias mensais dos preços recebidos pelos produtores de janeiro a dezembro1.

O valor da produção agropecuária paulista, em 2017, está estimado em R$76,2 bilhões (Tabela 1), considerando 50 produtos selecionados, e corresponde a um crescimento de 0,96% relativamente ao resultado do ano anterior em termos correntes, e a uma redução de 2,02% em termos reais, quando se deflacionam os preços pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A região abrangida pelo EDR de São João da Boa Vista, que em 2016 ocupava a 1ª colocação no ranking estadual de VPAs, cedeu lugar para o EDR de Barretos. Essa queda de posição pode ser, em grande parte, atribuída à expressiva redução da produção de café, decorrente da bienalidade, característica dessa cultura. O VPA do café é o segundo maior valor na região de São João da Boa Vista e,  além disso, a cana-de-açúcar é o maior VPA do EDR de Barretos. Influenciaram também, as reduções dos VPAs da carne de frango

 

e da batata, basicamente em função de queda de preços, respectivamente de 10,38% e de 57,25%; ambos se encontram entre os cinco de maior VPA, na 4ª e 5ª posição no EDR de São João da Boa Vista (Tabelas 1 e 2).

 


O VPA da cana-de-açúcar em 2017 acusou uma elevação de 10,81%, influenciando fortemente o ganho de posição no ranking estadual de VPA das 40 unidades regionais. Dos 21 EDRs que alçaram posição no ranking, 17 deles tem esta cultura como a principal. Contudo, o VPA da cana-de-açúcar encontra-se entre os 5 de maior valor nas respectivas regiões em 33 dos 40 Escritórios de Desenvolvimento Rural.

 O EDR de São José do Rio Preto, onde também o VPA da cana-de-açúcar ocupa a 1ª posição e mais de 50% do total regional , saltou da 8ª para a 5ª colocação. Além da elevação do VPA da cana-de-açúcar, contribuíram para isso as elevações estaduais de 38,23% no VPA da borracha, que ocupa a 5ª posição, e de 23,77% no VPA da laranja para indústria, que é o 4º colocado. Esses valores compensaram a queda do VPA dos produtos mais importantes regionalmente: carnes bovina e de frango.

Os EDRs de Assis, Tupã e Marilia galgaram posições não só em função da cana-de-   -açúcar, mas também por serem os únicos onde a mandioca para indústria se encontra entre os 5 produtos de maior VPA, que em 2017 apresentou uma elevação em nível estadual de 61,73%, basicamente em função da recuperação dos preços da raiz.

O VPA do ovo de galinha continua na 1ª posição apenas no EDR de Tupã, o qual representou quase 60% do total regional e, também, junto com o valor da cana-de-açúcar, colaborou para que o VPA regional saísse da 13ª para a 11ª posição. Em 2017, o preço dos ovos apresentou valorização real além do aumento na produção, ambos em aproximadamente 6%.

A regional de Registro tem na banana o seu principal produto e a queda de 20,2% no seu VPA estadual responde pelo VPA regional ter caído da 24ª para 30ª posição no ranking estadual, um dos maiores declínios entre as 40 regionais.

O EDR de Franca perdeu 11 posições, em função das quedas ocorridas nos VPAs de café (30,59%), carne bovina (9,26%) e de frango (7,63%), produtos estes cujos VPAs encontram-se entre os 5 principais da regional.

Embora tenha havido uma queda real de 2,02% no VPA total do estado, os resultados mostram que algumas regionais apresentaram crescimento significativo, com destaque para as regiões representadas pelos EDRs de Jaú (18,2%), Votuporanga (14,3%), São José do Rio Preto (14,1%) e Jales (10,4%). Com exceção do EDR de Jales, onde o VPA da cana- -de-açúcar responde por 27,1% do VPA regional, nos outros 3 esse bom desempenho se deve à predominância do VPA deste produto, que responde por mais de 50% dos respectivos VPAs regionais (Figura 1). No caso do EDR de Jaú, o VPA da cana-de-açúcar responde por 67,8% do total regional. No EDR de Jales, além da cana-de-açúcar, encontram-se entre os 5 produtos de maior VPA a laranja para indústria e o limão, que apresentaram expressivo aumento de produção. Em todas regionais onde o VPA cresceu, o VPA da cana-de-açúcar encontra-se entre os 5 de maior valor e, predominantemente, na 1ª colocação (Tabela 2). A figura 1 permite visualizar como a cultura da cana-de-açúcar se distribui por todo estado, ocupando uma área expressiva, exceto nos EDRs de Bragança Paulista, Guaratinguetá, Itapeva, Mogi das Cruzes, Pindamonhangaba, Registro e São Paulo.

 

 

 

 

1SILVA, J. R. et al. Valor da produção agropecuária do Estado de São Paulo: resultado final, 2017. Análise e Indicadores do Agronegócio, São Paulo, v. 13, n. 5, p. 1-7, maio 2018. Disponível em: <http://www.iea.sp.gov.br/ftpiea/AIA/AIA-28-2018.pdf>. Acesso: jun. 2018.  

Palavras-chave: valor da produção agropecuária.



Data de Publicação: 12/06/2018

Autor(es): José Roberto Da Silva (jrsilva@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Paulo José Coelho (coelho@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Denise Viani Caser (caser@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Carlos Roberto Ferreira Bueno (crfbueno@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Danton Leonel de Camargo Bini (danton@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor
Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor