Pesquisa de trabalho por autores

A busca resultou em 14 resultados. Exibindo de 1 a 10.
Início ]
Anterior ]
Próximo ]
Último ]
 
1 - Artigo
.Data Publicação: 14/12/2015
.Título: Diferenças entre Preços Regionais do Café e Hedge no Mercado Futuro
.Autor: Félix Schouchana, Celso Luís Rodrigues Vegro
.Resumo:
Quando o gestor de cooperativa de cafeicultores efetua o hedge do produto na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) a pedido de seus cooperados, conhece de antemão que não irá receber o valor integral do contrato de café arábica negociado no mercado futuro, a menos que deposite seu café em armazém credenciado no ponto de entrega definido pela Bolsa (município de São Paulo). As cooperativas de café possuem armazéns em suas respectivas regiões de atuação. Assim, ao contra

.
2 - Artigo
.Data Publicação: 16/12/2014
.Título: Terceira Florada dos Cafezais Brasileiros Eleva as Expectativas de Colheita
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Ao longo de novembro de 2014, manteve-se a trajetória de desvalorização da moeda brasileira no mercado futuro da BM&F-Bovespa, fenômeno que reflete o contexto de baixa previsibilidade no qual foi lançada a economia brasileira em razão da indisciplina em sua condução (Figura 1). Assim, a cotação média para os contratos com vencimento em julho/2015, por exemplo, assinalou paridade de US$1,00=R$2,71, sinalizando desvalorização de 5,20% no período frente à cotação de fecha

.
3 - Artigo
.Data Publicação: 19/11/2014
.Título: Incremento dos Embarques e Retorno das Precipitações esfriam as Cotações Futuras
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Influenciado pelo resultado do certame eleitoral, o mercado de dólar futuro na BM&F-Bovespa teve substancial alta em outubro. As transações com base em julho/2015 ultrapassavam a barreira dos R$2,60 por US$1,00, sinalizando mudança de patamar para a banda de flutuação para a paridade cambial. Esse movimento tem reflexos a médio prazo sobre as negociações envolvendo commodities, pois reconfigura a competitividade dos produtos brasileiros frente a seus principais concorrentes i

.
4 - Artigo
.Data Publicação: 08/10/2014
.Título: Padrão Volátil para a Curva Futura das Cotações do Café
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Em setembro, os mercados de dólar e juros futuros na BM&F-Bovespa tiveram variações positivas. O mercado acredita que o FED deverá antecipar a elevação da taxa básica de juros da economia ainda no primeiro trimestre, motivando a maior procura pela moeda. Assim, a curva de câmbio exibiu desvalorização do real (mais de 9% de perda no mês), resultado tanto dessa valorização internacional da moeda estadunidense quanto da errática condução da política macroeconômica do pa

.
5 - Artigo
.Data Publicação: 15/09/2014
.Título: Curva Futura das Cotações do Café: rumo à estabilização?1
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Em agosto, os mercados de juros e dólar futuros na BM&F-Bovespa tiveram variações, mas insuficientes para modificar a trajetória das cotações do café. A conjuntura permanece pautada por forte incerteza entre os operadores do mercado quanto à ocorrência de eventual déficit no suprimento global para o período 2015/16, decorrente da prolongada anomalia climática que incide sobre os principais cinturões produtivos do país. Esse fenômeno climático conduziu o mercado de café

.
6 - Artigo
.Data Publicação: 14/07/2014
.Título: Curva Futura das Cotações do Café: arábica estável e robusta em alta¹
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Os contratos futuros de juros e câmbio (mais negociados na BM&F-Bovespa) mantiveram em junho a tendência já registrada no mês anterior (Figuras 1 e 2). Com a recente revisão para baixo da estimativa de crescimento da economia em 2014, por parte do Banco Central do Brasil, a procura por contratos de juros e dólar deve permanecer aquecida por parte dos participantes destes mercados.  Menor cresc

.
7 - Artigo
.Data Publicação: 16/06/2014
.Título: Reversão de Expectativas na Curva Futura das Cotações do Café
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Os mercados de contratos futuros de juros e câmbio (os mais negociados na BM&F-Bovespa) registraram significativas altas, tanto para o índice (juros) quanto para a paridade real/dólar (Figuras 1 e 2). O baixo crescimento da economia brasileira, associado à má qualidade dos gastos públicos, produziu piora do quadro macroeconômico de médio prazo. Os participantes do mercado, diante desse contexto desfavorável, perceberam que os gestores da política econômica do país se manter

.
8 - Artigo
.Data Publicação: 28/05/2014
.Título: Cotações Futuras do Café em Abril/2014 – rumo à estabilidade
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
No maior mercado brasileiro de derivativos (juros futuros), em abril de 2014, mantiveram-se as expectativas dos investidores quanto à alta da taxa na BM&F-Bovespa, ainda que sem maiores oscilações (volatilidade) entre as médias semanais das posições futuras (Figura 1).  Comparando-se o resumo das operações na BM&F-Bovespa em abril, com o mês anterior, constata-se que houve redução tan

.
9 - Artigo
.Data Publicação: 09/04/2014
.Título: Curva Futura das Cotações do Café, Março/2014
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Em março de 2014, as expectativas dos investidores para a trajetória do mercado de juros futuros na BM&F-Bovespa foram de elevação das taxas negociadas. Os investidores creem que a exigência do governo federal em controlar o processo inflacionário no país faz manter a taxa SELIC em ascensão, o que os conduz a precificar nos contratos futuros essa provável ocorrência (Figura 1).   No curto prazo, a ascensão da taxa não foi mais expressiva em razão da

.
10 - Artigo
.Data Publicação: 17/03/2014
.Título: Café: curva futura das cotações em fevereiro
.Autor: Celso Luís Rodrigues Vegro, Félix Schouchana
.Resumo:
Em fevereiro de 2014, as expectativas para a trajetória do mercado de juros futuros na BM&F-Bovespa foram de elevação das taxas negociadas, porém, cadentes entre a primeira e quarta semanas. Enquanto os juros futuros para vencimento em outubro/2014 situaram-se em 11,32% a.a. na quarta semana, nessa mesma posição, o patamar de juros recuou para 10,92% a.a., exemplificando o fenômeno observado para todas as demais posições. Expectativas mais favoráveis com relação à economia

.
 
Início ]
Anterior ]
Próximo ]
Último ]