voltar s






Quarta Estimativa de Oferta e Demanda de Milho no Estado de São Paulo em 2012

            As alterações do quarto levantamento da estimativa de oferta e demanda de milho no Estado de São Paulo para 2012, da Câmara Setorial de Milho, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), confirmam as tendências do anterior, tanto na produção como no consumo.
 

            O levantamento de previsão de safras, da SAA, de setembro de 2012, indica uma produção recorde de milho da segunda safra (safrinha) no Estado, em razão da área plantada, do uso de tecnologias mais avançadas e, principalmente, das condições climáticas favoráveis. O resultado foi um crescimento de 71,4% da produção na segunda safra. Deve-se considerar que em 2011 a cultura sofreu frustração parcial, em função da ocorrência de geadas.
 

            Aumenta-se, portanto, a disponibilidade interna de milho no Estado de São Paulo, em 2012, de 13,8% do levantamento anterior, para 15,2% (Tabela 1).
 

            A quarta estimativa da demanda total de milho no Estado de São Paulo em 2012 cresce acentuadamente neste levantamento (5,1%, contra 1,9% no levantamento anterior), em razão do excepcional aumento das exportações, compensando a queda do consumo no mercado interno.
 

            O consumo de milho pelos segmentos de produção animal cai ainda mais em relação à terceira estimativa (-3,1% contra -2,8%), dada a revisão para baixo do consumo pela avicultura de corte (-8% contra -5% no levantamento anterior), o segmento que mais consome o cereal na cadeia produtiva. A suinocultura, com ligeira melhoria na relação de troca suíno-milho nos últimos meses, revisa para cima (-3,5% contra -5%) a variação do consumo do cereal em 2012. Nos demais segmentos de consumo foram mantidas as estimativas anteriores.
 

            Como foi destacado no relatório anterior, o Estado de São Paulo vem participando do significativo desempenho das exportações brasileiras de milho em 2012, beneficiado por condições favoráveis do mercado internacional. A exportação acumulada de janeiro a outubro pelo país totalizou 13,068 milhões de toneladas, o que corresponde a um incremento de 68,8% em relação ao mesmo período de 2011. A exportação paulista nesse período totalizou Tabela 1 - Oferta e Demanda de Milho, Estado de São Paulo, 2010 a 20121

 

494,4 mil toneladas, correspondendo a um aumento de 6.259,7% relativamente ao mesmo período de 2011. Mantida esta tendência até o fim do ano, as exportações do Estado devem superar a estimativa de 700 mil toneladas, deste levantamento.
 

            A importação de milho pelo Estado de São Paulo (de outras regiões do país ou do exterior) cai menos em relação ao levantamento anterior (-6,8% contra -11,2%) em função do aumento da disponibilidade interna, mas passa a representar 51% do consumo estadual, que, por sua vez, retrai nesta temporada.

Palavras-chave: cadeia produtiva, câmara setorial, consumo, produção.


 

 

enviar Envie este texto por email


Data de Publicação: 06/12/2012
Autor(es): Alfredo Tsunechiro (tsunechiro@uol.com.br) Consulte outros textos deste autor
Maximiliano Miura (miuramax@iea.sp.gov.br) Consulte outros textos deste autor